Opinião

O legado de Florence Nightingale e a recomposição de saberes e práticas da enfermagem
Carlos Louzada Subtil, presidente da Presidente da Sociedade Portuguesa de História da Enfermagem
15 Out. 2020

Carlos Louzada Subtil 1 fdd68A Organização Mundial de Saúde (OMS) proclamou 2020 o Ano Internacional do Enfermeiro e da Parteira, assumindo que os “enfermeiros e parteiras desempenham um papel vital na prestação de serviços de saúde. (…) dedicam suas vidas a cuidar de mães e filhos, vacinam e fazem educação para a saúde, cuidam de idosos e, em geral, atendem às necessidades diá-rias essenciais de saúde; costumam ser o primeiro e único ponto de atendimento nas suas comunidades” e fazendo coincidir esta proclamação com o bicentenário do nascimento da enfermeira Florence Nightingale (1820-1910).

 

 

Envelhecer no Alentejo...e o agir profissional
Gorete Reis e Ermelinda Caldeira, professoras da Escola Superior de Enfermagem S. João de Deus, da Universidade de Évora
08 Ago. 2017

Envelhecer no Alentejo...e o agir profissional Os dados demográficos em 2015 revelam a tendência de diminuição da população residente no Alentejo, mas o aumento dos que têm 65 e mais anos (25%). Agrava a situação o baixo índice de fertilidade que não repõe a geração. Os adultos são laboralmente ativos embora afetados pelo desemprego e pelas baixas qualificações. 

Vacinar sim, sempre (parte 2)
Vitor Marques, enfermeiro, Associação Portuguesa de Enfermeiros de Cuidado Saúde Primários
14 Jul. 2017

Vacinar sim, sempre (parte 2)Vamos então dissecar alguns dos argumentos mais utilizados pelos pais anti-vacinação. Não deixa de ser curioso, que à medida que os argumentos falaciosos vão sendo refutados um a um, pela evidencia cientifica, logo os grupos anti-vacinação tentam arranjar novos.

Vacinar sim, sempre (parte 1)
Vitor Marques, enfermeiro, Associação Portuguesa de Enfermeiros de Cuidado Saúde Primários
10 Jul. 2017

Vacinar sim, sempre Embora não existam em Portugal movimentos anti-vacinação organizados como em outros países, é fácil encontrar na internet, blogues, entre outros, comentários contra a vacinação, alguns deles fazendo referência a profissionais de saúde que defendem a não vacinação. Ora aqui começa desde logo um dos problemas da não vacinação.

Enfermeiros especialistas: reconhecimento precisa-se
Redação Jornal Enfermeiro
03 Jul. 2017

Enfermeiros especialistas: reconhecimento precisa-seÉ vergonhoso como o poder político se comporta e trata os enfermeiros portugueses e, neste particular, os enfermeiros especialistas.Os enfermeiros portugueses são técnicos altamente formados e, por isso, afirmam-se com o nível de conhecimentos científicos e do saber cuidar a pessoa no seu todo, ou seja, de forma holística. Daí os países da Europa, países árabes e outros destinos do mundo nos recebem de braços abertos.

Anuário

Anuário Enfermeiro 2024