Atualidade

RESM-LP apresenta projeto para melhorar níveis de saúde sexual e reprodutiva das mulheres

04 maio 2021

A Rede de Enfermagem de Saúde da Mulher de Países de Língua Estrangeira (RESM-LP) vai apresentar um projeto e website, que tem como objetivo melhorar os níveis de saúde sexual e reprodutiva das mulheres em oito países.

Segundo nota enviada, a RESM-LP conta com a cooperação de enfermeiros e parteiros empenhados na promoção da melhoria da saúde da mulher e da saúde sexual e reprodutiva, em oito paíse:- Portugal, Angola, Brasil, Cabo-Verde, Guiné-Bissau, Timor-Leste, Moçambique e São Tomé e Príncipe.

Em Portugal, “as prioridades centram-se na promoção do parto normal e no envolvimento do pai nos cuidados às crianças”.

Com este projeto, que será apresentado no dia 5 de maio, a RESM-LP pretende otimizar os recursos humanos de enfermagem de saúde materna e obstetrícia e das parteiras, e promover a sua formação, através da maximização das suas competências.

“Queremos contribuir para que cada mulher e cada menina que vivem em países de língua portuguesa, desenvolvam o seu potencial de saúde, conheçam os seus direitos, sejam capazes de se autodeterminar face ao seu projeto de vida/saúde, tenham oportunidades sociais e económicas, e possam participar plenamente na construção de sociedades sustentáveis e prósperas”, afirma a RESM-LP.

A Rede conclui reiterando que a sua causa é a promoção da saúde integral das mulheres.

A apresentação da RESM-LP e do respetivo website será feita pela presidente da Escola Superior de Enfermagem de Coimbra (ESEnfC), Aida Cruz Mendes, por um membro fundador, Maria da Conceição Bento (ex-presidente da ESEnfC), e pela coordenadora executiva da Rede, professora Maria Neto da Cruz Leitão.

 A apresentação do projeto acontece simultaneamente no Dia Internacional do Enfermeiro Especialista em Enfermagem de Saúde Materna e Obstétrica e Dia da Língua Portuguesa e da Cultura na CPLP (Comunidade dos Países de Língua Portuguesa).

Anuário

Anuário Enfermeiro 2019

PUB