Atualidade

Covid-19: Ordem manifesta-se contra a vacinação de titulares de cargos públicos

28 Jan. 2021

A Ordem dos Enfermeiros (OE) escreveu ao Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, manifestando-se contra a inclusão de titulares de cargos públicos, quando todos os profissionais de saúde não foram ainda vacinados.

“A OE não discute a vacinação das mais altas figuras do Estado, a par dos grupos prioritários, mas está frontalmente contra a inclusão, nesta fase, de autarcas ou outros titulares de cargos públicos que não sejam as mais altas figuras do Estado Português nos grupos prioritários, quando há pouquíssimos enfermeiros dos cuidados de saúde primários vacinados, já para não falar dos enfermeiros do setor privado”, afirma a entidade, em comunicado.

Recorda ainda que “nem teve início a vacinação dos bombeiros, que são responsáveis por cerca de 90% do transporte em emergência extra hospitalar, e que os estudantes de enfermagem em ensino clínico e em contacto direto com doentes Covid-19 não estão incluídos em qualquer grupo prioritário de vacinação.

No ofício remetido ao Presidente da República, a OE “lembra também de ter proposto a criação e a gestão de centros de vacinação, com enfermeiros, fora do horário de funcionamento dos cuidados de saúde primários, para os quais continuam disponíveis membros de órgãos executivos da OE a título pro-bono”, pode ler-se em nota enviada.

Anuário

Anuário Enfermeiro 2019

PUB