Entrevistas

Reabilitação cardíaca: cobertura é "insuficiente" mas de "elevada qualidade"

 Reabilitação cardíaca: cobertura é "insuficiente" mas de "elevada qualidade""O atendimento é excelente, a cobertura nacional é que é insuficiente". Esta é a opinião de Bruno Delgado, especialista em Enfermagem de Reabilitação, sobre a reabilitação cardíaca em Portugal. Por considerar que há falta de investigação na área, como trabalho de doutoramento (que está a fazer no Instituto de Ciências Biomédicas Abel Salazar, no Porto) o enfermeiro decidiu desenvolver um estudo sobre exercício físico para o doente com insuficiência cardíaca (IC) durante a fase de internamento. O estudo "Enfermagem de Reabilitação no Doente com Insuficiência Cardíaca  - programa ERIC, impacto de um programa de exercício físico" arrancou no Hospital de Santo António, na cidade invicta, mas a ideia é alarga-lo a todo o país.

Ler mais ...

Estudantes de Enfermagem acreditam no potencial do SNS

Estudantes de Enfermagem acreditam no potencial do SNSNo 4.º ano de curso de Enfermagem, mesmo na reta final, Maria Ana Sales Spratley mostra-se "otimista", tanto com a entrada no mercado de trabalho, como com a capacidade do Sistema Nacional de Saúde proporcionar bons cuidados. "Considero o SNS português um sistema acessível para os seus utentes, um sistema que se empenha em prevenir e proteger a sua população", diz a estudante, que acredita no "potencial" do organismo.

Ler mais ...

ANHE: Enfermagem "vive um momento de mudança"

segunda, 06 novembro 2017 11:11

ANHE: Enfermagem "vive um momento de mudança"A Enfermagem "vive um momento de mudança" e, por isso, torna-se importante olhar para o passado e perceber bem o presente para poder idealizar melhor ainda o futuro. É essa a convicção de Óscar Ferreira, presidente da direção da Associação Nacional de História da Enfermagem (ANHE), que, a poucos dias do terceiro simpósio internacional da associação, partilha as suas expectativas para o evento e destaca algumas temática e parcerias.

Ler mais ...

APE reclama Especialidade de Enfermagem à Pessoa em Situação Crítica

APE reclama Especialidade de Enfermagem à Pessoa em Situação Crítica"Atualmente, tudo parece começar e acabar na Enfermagem Médico-Cirúrgica, mas estamos em crer que a Especialidade de Enfermagem à Pessoa em Situação Crítica terá de ser uma realidade nos tempos vindouros." Esta é a convicção de Pedro Filipe Vasconcelos, enfermeiro, membro do Departamento de Enfermagem à Pessoa em Situação Crítica da Associação Portuguesa de Enfermeiros (APE), que organiza, nos dias 20 e 21 de outubro, a iniciativa "Doente Crítico'17". O evento terá lugar na Escola Superior de Enfermagem de Lisboa e engloba o 4.º Encontro de Enfermagem de Emergência e as 10.ªs Jornadas de Enfermagem de Cuidados Intensivos.

Ler mais ...
Pág. 1 de 12