Haverá “mais recursos” no orçamento da Saúde do que nos exercício anteriores

segunda, 25 janeiro 2016 10:10

O ministro da Saúde, Adalberto Campos Fernandes, afirmou na passada sexta-feira (22 de janeiro), na Maia, que haverá “mais recursos” no Orçamento do Estado para a área da Saúde “do que nos exercícios anteriores”, mas remete para mais tarde os números concretos.

“Não há, de facto, nesta matéria, finitude para a necessidade de recursos. Vamos ter mais recursos do que nos exercícios anteriores, mas vamos sobretudo ser muito mais exigentes e mais criteriosos nas escolhas”, afirmou.

O ministro da Saúde falava no final de uma visita ao Centro de Conferências de Faturas do Serviço Nacional de Saúde.

“Os recursos serão sempre poucos, serão sempre aquém das necessidades de um país que envelhece, que empobrece e que tem as pessoas com quadros de morbilidade cada vez mais complexos”, considerou.

Adalberto Campos Fernandes salientou que “com os mesmos recursos podem ser feitas coisas diferentes” e que “o juízo político sobre a gestão de um orçamento não é pela quantidade de dinheiro que se põe em cima dos problemas é pela maneira como com o mesmo dinheiro ou com mais algum dinheiro podemos fazer opções diferentes”.

“Tenho dito isso, queremos ser julgados no final da legislatura pela forma como fizemos as escolhas e como gerimos os recursos, não pela quantidade de dinheiro que pusemos em cima dos problemas”, acrescentou.

Lusa/Jornal Enfermeiro