SEP quer enfermeiros na manifestação nacional de dia 18

quarta, 08 novembro 2017 09:25

O Sindicato dos Enfermeiros Portugueses (SEP) apela aos enfermeiros que se juntem à manifestação nacional de dia 18 de novembro, "pela valorização do trabalho e dos trabalhadores." Apesar de reconhecer alguns processos na recuperação dos direitos dos trabalhadores, considera-os "tímidos" e, por isso, defende que todos devem juntar-se nesta "luta".

"A CCTP-IN valoriza os avanços na recuperação de alguns direitos, de rendimentos e salários, no aumento das pensões, reformas e apoios sociais. Mas são progressos tímidos, face às consequências da política de agravamento da exploração e empobrecimento do Governo PSD/CDS-PP que subsistem. É preciso responder aos problemas estruturais do país, resultantes de décadas de política de direita", refere o SEP em comunicado no seu site, reforçando que "Portugal não pode continuar refém das imposições da união europeia, dos constrangimentos do Euro e de outros instrumentos de condicionamento do nosso desenvolvimento soberano, do peso da dívida que tem de renegociar".

Entre as reivindicações referidas pelo sindicato está o aumento geral dos salários e uma justa distribuição da riqueza, empregos com direitos (contra a precariedade e discriminações), reposição do direto de contratação coletiva, regulação e redução dos horários de trabalho e segurança social e serviços públicos para todos.

A manifestação está agendada para as 15 horas do dia 18 de novembro, entre o Marquês de Pombal e os Restauradores, em Lisboa.