Médicos apelam a acordo entre governo e enfermeiros

quinta, 07 setembro 2017 17:02

A Ordem dos Médicos (OM) apelou a um entendimento rápido entre o governo e os enfermeiros, de modo a prevenir as consequências da greve de enfermeiros especialistas em saúde materna, marcada para dia 11.

O Conselho Regional do Sul da OM chamou a atenção para “as enormes dificuldades” que podem ser criadas pelo protesto. E o bastonário, Miguel Guimarães, afirmou, ao Diário de Notícias, que o constrangimento nos blocos de parto, consultas e internamento de obstetrícia só tem sido superado pelo reforço das equipas médicas, mas adiantou que essa situação não pode ser permanente.

Para a estrutura regional da OM, as equipas estão no limite das necessidades correntes, com a manutenção das situações atuais a ameaçar criar dificuldades a médico prazo.