Pedrógão: enfermeiros na comissão de acompanhamento de saúde mental

quarta, 09 agosto 2017 09:07

O Governo vai nomear uma comissão de acompanhamento de saúde mental para apoiar as pessoas afetadas pelo incêndio de Pedrógão Grande. Entre outros profissionais da área, a comissão será integrada por um grupo de enfermeiros.

A decisão foi avançada esta segunda-feira pelo secretário de Estado Adjunto e da Saúde, Fernando Araújo, após uma reunião na Câmara de Pedrógão Grande com autarcas dos concelhos afetados, familiares de vítimas e várias entidades de saúde locais. O objetivo é garantir "uma visão integrada" da resposta nesta área da saúde.

Segundo o responsável, que é citado pelo DN, há familiares de vítimas, "em vários pontos do país, a serem acompanhados por equipas diferentes". A comissão vai permitir ter uma "noção clara" da resposta dada "a todos os familiares das vítimas em qualquer ponto do país" e harmonizar a abordagem das várias equipas.

A comissão de acompanhamento, que será liderada pelo presidente do Conselho Nacional de Saúde Mental, António Leuschner, vai integrar também psiquiatras, pedopsiquiatras, psicólogos e técnicos de serviço social.

Fernando Araújo espera que o incêndio de Pedrógão Grande sirva ainda para "montar uma resposta a longo prazo e para o futuro". Com a experiência deste incêndio, o responsável quer que seja delineado um plano estratégico a seguir em catástrofes futuras.