Opinião

  • Envelhecer no Alentejo...e o agir profissional
    Gorete Reis e Ermelinda Caldeira, professoras da Escola Superior de Enfermagem S. João de Deus, da Universidade de Évora

    Envelhecer no Alentejo...e o agir profissional Os dados demográficos em 2015 revelam a tendência de diminuição da população residente no Alentejo, mas o aumento dos que têm 65 e mais anos (25%). Agrava a situação o baixo índice de fertilidade que não repõe a geração. Os adultos são laboralmente ativos embora afetados pelo desemprego e pelas baixas qualificações. 

  • Vacinar sim, sempre (parte 2)
    Vitor Marques, enfermeiro, Associação Portuguesa de Enfermeiros de Cuidado Saúde Primários

    Vacinar sim, sempre (parte 2)Vamos então dissecar alguns dos argumentos mais utilizados pelos pais anti-vacinação. Não deixa de ser curioso, que à medida que os argumentos falaciosos vão sendo refutados um a um, pela evidencia cientifica, logo os grupos anti-vacinação tentam arranjar novos.

Entrevistas

  • ASPE: "70% dos enfermeiros não se reviam nos sindicatos existentes"
    Lúcia Leite, presidente da comissão instaladora da ASPE

    ASPE: "70% dos enfermeiros não se reviam nos sindicatos existentes"Os enfermeiros têm um novo sindicato. Um grupo de enfermeiros "cansados de esperar" decidiu agir e criou a Associação Sindical Portuguesa dos Enfermeiros (ASPE). Lúcia Leite, presidente da comissão instaladora, explica que a associação surgiu "para responder aos mais de 70% dos enfermeiros que não se reviam nos sindicatos existentes, quer pelo seu envolvimento político-partidário, quer pelas estratégias de intervenção".

    Ver mais ...
  • Enfermagem Intensiva: "Começamos a sentir dificuldades"
    António Almeida, vice-presidente da Sociedade Portuguesa de Cuidados Intensivos

    Enfermagem Intensiva: "começamos a sentir dificuldades"No contexto das VII Jornadas Nacionais de Enfermagem Intensiva, da Sociedade Portuguesa de Cuidados Intensivos (SPCI), que se realizaram a 22 e 23 de setembro, António Almeida, vice-presidente da sociedade e presidente das jornadas, alerta que os enfermeiros começam a sentir dificuldades nas UCI dado o baixo número de profissionais no serviço. "Começamos a sentir dificuldades… E preocupam-nos os sinais que nos chegam e que apontam para a intenção de se alterarem os rácios enfermeiro/doente", diz.

    Ver mais ...